terça-feira, 11 de março de 2014

Site de Vídeo Aula

Olá Galera,o site já está no ar e graças à Deus já há vários membros,faça parte desta família. Se tiver dúvidas de como entrar no site de vídeo aulas procure-me na  fan page no facebook ( http://www.facebook.com/eliascoutinhosax ) ou pelo e-mail informado no site.
Site de vídeo aulas: http://www.videoaula-eliascoutinho.com.br
Agradeço o contato de todos!!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Impressions - John Coltrane



Em termos básicos, ela não tem muito mistério,a música possui dois acordes somente, para o alto, Bm7(Em7,para o tenor),16 compassos, Cm7(Fm7,para o tenor), 8 compassos e mais 8 de Bm7(Em7,para o tenor), essa é a forma da música, seria "A" "B" "C",a atenção maior na minha opinião é o tempo, principalmente ficar ligado na forma.Quando colocar o vídeo irei falar mais sobre ela,grande abraço!!!!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Cantaloup Island


Galera fiz este vídeo só para dar o ponta pé inicial nos videos com o EWI 4000s , pois ainda não havia gravado nada nele.
Todos os sons deste vídeo são do módulo interno do EWI 4000s,mas com este instrumento há infinitas possibilidades,há possibilidade de usa-lo com soft-Synth, os próximos serão com sons dos soft-Synth.
Em breve comentarei o improviso,que pessoalmente não gostei muito,mas deixei passar,já estavam me cobrando sobre o midi.
Fiquem com Deus!!!

domingo, 1 de maio de 2011

Garota de Ipanema.


Como prometi,agora colocarei a análise da música, e também  para melhorar o entendimento,tirei o meu improviso,o 1ª chorus até o "B" e o último "A" do segundo chorus,espero que gostem.Qualquer dúvida,estou por aqui,grande abraço!!!!!!


"A" da música.
  1. A música se encontra fundamentalmente em DMaj7,no caso para o saxofone alto,então neste inicio,preferi uma sonoridade mais dentro do acorde,no caso ou escala de DMaj7(Jônico) ou a pentatônica maior do mesmo.
  2. O segundo acorde é dominante da dominante do tom principal(V-V),a escala a ser utilizada neste contexto é a lídia b7(4ª grau da menor melódica,como a nota em questão é E7,o centro tonal de onde se origina o acorde é de B menor melódico),esta escala se aplica a muitos casos harmônicos,lógico que sempre tem que se analisar,mas em casos como esse de dominante da dominante e sub5 é esta a escala.
  3. O Em7 não tem mistério,é o segundo grau do tom de D,no caso a escala gerada é a própria Dórica.
  4. Eb7 é sub5 de DMaj7,como citei antes, a escala indicada é a lídia b7,também uso a diminuta semitom-tom,e uma outra sonoridade que uso muito é a do própria arpejo.Reparem que neste acorde usei poucas notas,e as que usei são notas do acorde,só não a última,que é nota de Tensão de (#11),e é a quinta do próximo acorde.
  5. DMaj7---------------o 1º item
  6. Eb7------------------o 4º item
Pulando para o "B".
  1. Aqui a música  muda de tom momentaneamente para Eb,C# e depois através de tuneroad volta para F.
  2. Como  esse acorde vem de uma relação sonora do "A" onde a música está em D, a escala utilizada é a Lídia,apesar de na análise harmônica ele ser o I, depois temos o Ab7 que é subV do Gm7. A escala para esse trecho é a lídia dominante,outra opção de sonoridade é o cromatismos e principalmente cromatismos da escala bebop,ou seja: Lídio b7 com cromatismo da 7ªmenor para a tônica,ou seja em notas Gb(7ªm)-G(7ªM) e Fundamental.
  3.  Já no D#m7 estamos no tom de C#,indo em direção ao retorno do tom do inicio da música,para o D#m7 comom já está obvio é Dórico e B7 é subV de A#m7(VIm de C#).
  4. Em7 é IIm de D,aqui voltamos para o tom da música.
  5. O C7 é um subV de Bm(VIm),como todo SubV sua escala é a lídia b7
  6. Os próximos acordes são encadeamento de II V até chegar diretamente em D Maior.Ou seja F#m7 e B7(b9),são dominante secundária de Em7,que é o IIm7 de D,e A7(b9) é dominante de DMaj7.Em F#m7 apliquei pentatônica de F#m7,mas há outras possibilidades,outras pentatônicas,como a pentatônica menor do segundo grau e a do quinto grau,além de muitas outras.Ainda em F#,temos que ter cuidado,pois olhando rápido sem análise tocaríamos dórico,só que F#m7 é IIIm7 de D então a escala aqui é Frígio.Em B7(b9),ai sim podemos fazer soar preparação menor,pois a sonoridade do acorde,principalmente a b9,indica a relação de dominante menor para tônica menor;No caso uso a escala do V grau da Menor Harmônica.
  7. No Em7 é dórico também,mas como sempre ressalto,há outras coloridos.
  8. E no A7(b9),dominante de DMaj7,eu penso como se esse acorde fosse sub5,ou seja,Eb7,dando um colorido alterado ao acorde.

    É isso pessoal,espero que tenham gostado,se alguém quiser acrescentar algo,ou mesmo corrigir,não há problemas,pois é como sempre ressalto,também sou um estudante deste universo,e tenho muito a aprender!!
    Grande Abraço!!!!!!

    Elias Coutinho

    sábado, 30 de abril de 2011

    O início!!!!!

    Hoje resolvi criar meu blog, sempre gostei muito de compartilhar conhecimento e ao contrario do que achava quando estava no Bacharelado em Saxofone, também aprendi a amar a arte de lecionar. Muitos músicos são esplêndidos tocando,mas quando o assunto é passar  informação, olham meio torto, des-conversam e saem andando falando de outros assuntos. Sou de uma geração que reconhece que melhor do que um crescendo, é todos crescendo juntos.
    Apesar de não ter ainda muita idade, já tive a oportunidade de ver alunos meus com um bom nível musical e poder dizer a frase que enche qualquer professor de orgulho:"Esse é meu aluno" e saber que ele reconhece o professor,  e diz: "sou aluno dele".
    Mas enfim, espero que este blog seja de grande ajuda para aqueles que iniciam ou já estão trilhando esse universo tão maravilhoso, que é o universo musical.Aqui vou compartilhar de tudo, experiências musicais, falar sobre técnicas do saxofone, técnicas de improvisação e também quero compartilhar opiniões sobre esse instrumento tão maravilhoso,que é o controlador midi de sopro,EWI4000s e sua utilização tanto com seu módulo interno, quanto com vst's!!!!!
    Espero que gostem,grande abraço e fiquem com Deus!!!!!!!