TÉCNICAS DE IMPROVISAÇÃO

 A pedido do meu grande amigo Emersson, o famoso emersax do blog expressax.blogspot.com, vou criar está página com a seqüência de estudos que faço até hoje e que são de extrema importância para quem quer improvisar.
Primeiro vou citar uma frase que o grande Ademir Junior citou no curso de verão em Brasilia, em que tive a honra de te-lo como professor,e que de acordo com ele esta frase é de Wynton Marsalis:
"Para se poder estar na porta do mundo da improvisação, o mínimo que se deve saber é: escalas, arpejos e intervalos,todos".
E uma frase que sempre uso com meus alunos é a seguinte:"Se você não sabe nem a estrutura básica de um acorde,que é a tríade, como já quer saber qual escala usar".
Sendo assim nosso estudo começa com arpejo, pois com o laboratório do meu curso de improvisação percebi que quando cheguei e os enchi de escalas, eles ficarão voando sem rumo, mas quando comecei com arpejos, o entendimento foi maior.
Vamos a algumas definições:

  • Intervalo: É a distância entre dois sons, e elas podem ser: Maior, Menor, Aumentado ou Diminuto.
Ex:
  • Acorde: São três ou mais sons executados simultaneamente, a forma básica de se formar um acorde é sobrepor intervalos de terças, mas o mesmo pode ter outras distribuições intervalares.  
Ex:
    
  • Arpejo: São as notas do acorde executadas sucessivamente (uma após outra).
Ex:
  • Tríade: Acordes de três sons.
  • Tétrade: Acordes de quatro sons.

EXERCÍCIOS DE TÉCNICAS DE IMPROVISAÇÃO Nº 01
1a-Os primeiro exercícios consistem em arpejar as sequências de acordes olhando somente para as suas cifras, aqui vai depender da sua honestidade com você mesmo,pois se você escrever na pauta o exercício, será fácil de executar e  o objetivo é olhar para um acorde e enxergar claramente todas as suas notas  e tensões,ou seja, não adianta escrever e decorar e sair tocando,pois você vai ter o que estava escrito decorado, não aprenderá de fato a ver.
O objetivo é chegar a 100 bpm no metronomo com a seminima como unidade de tempo,executando cada nota em tempo de colcheia. Arpeje os acordes em colcheias começando da tônica e indo até a 7ª, faça isso em cada um dos acordes, em toda a  extensão do instrumento, inclusive nos super-agudos.
OBS: Este tempo determinado é um tempo básico de objetivo,ou seja, o fiz para que se houvesse um mínimo, mas o limite é você quem diz, só tenha em mente que Michael Brecker não tocava com aquela velocidade estudando tudo em tempo de seminima, é obvio que ele estudava as frases rápidas,aquilo não caia do céu quando ele executava.
Sequência:


Na seção download colocarei o exercício escrito,mas vou ressaltar,executem olhando para as cifras, só há desenvolvimento quando há sinceridade.

1b- Galera, depois do exercício "1a" pronto de verdade, toquem começando na 3ª e indo até Tônica de forma ascendente,vou colocar na seção download para melhor entendimento.

1c- Começar na 5ª do acorde, indo até a 3ª, de forma ascendente.

1d- Começar na 7ª do acorde,indo até a 5ª, de forma ascendente.

1e- Começar no 1º grau, indo até a 3ª, de forma descendente.

1f- Começar no 3º grau, indo até a 5ª, de forma descendente.

1g- Começar no 5ª grau, indo até a 7ª, de forma descendente.

1h- Começar no 7ª grau, indo até o 1º grau, de forma descendente.

Cola dos exercícios:
EXERCÍCIOS DE TÉCNICAS DE IMPROVISAÇÃO Nº 01.1.
Definições:
 Os próximos exercícios tem por objetivo desenvolver a visualização dos acordes,de modo que você não mais enxergara somente a tônica; Criaremos caminhos melódicos somente com arpejos.
Ex:
Este exercício criei dentro de sala de aula,desenvolvendo pouco a pouco e vendo os resultados com meus alunos,não achei em método algum.
Criei as regras para que pudéssemos seguir padrões e ter limites no exercício.
Regras:
Nº01-Na passagem de um acorde para outro, sempre busque em 1º lugar as notas do próximo acorde com distância de 1 semitom. Se houver duas opções de semitom, fica a seu critério.
Ex:
Nº02 - Se não tiver opção de semitom, vá no máximo de 1 tom. Se houver 2 opções fica a seu critério.
Ex:

Nº03- Se não houver opção de Semitom e nem de Tom,repita a mesma nota.
Ex:
Para executar o exercício siga está lista de regras,mas lembre-se não são regras de improvisação,são regras para o exercício,que são aplicadas também na improvisação.
Exercício 1.1
1.1a- Inicie o exercício pela Tônica e toque sempre o primeiro ascendente e o outro descendente , e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.


1.1b-Inicie o exercício pela terça do acorde,toque sempre o primeiro ascendente e o outro descendente , e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.
1.1c-Inicie o exercício pela quinta do acorde,toque sempre o primeiro ascendente e o outro descendente , e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.
1.1d-Inicie o exercício pela sétima do acorde,toque sempre o primeiro ascendente e o outro descendente , e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.
  





Cola dos exercícios anteriores.
Com as mesmas harmonias de 1.1a,1.1b,1.1c e 1.1d. Faça os exercícios a seguir, de 1.1e até 1.1h.
Agora começaremos de forma DESCENDENTE.

Exercício 1.1
1.1e- Inicie o exercício pela Tônica e toque sempre o primeiro descendente e o outro ascendente , e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.



1.1f- Inicie o exercício pela Terça e toque sempre o primeiro descendente e o outro ascendente, e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.



1.1g- Inicie o exercício pela Quinta e toque sempre o primeiro descendente e o outro ascendente , e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.



1.1h- Inicie o exercício pela Sétima e toque sempre o primeiro descendente e o outro ascendente , e o resto da seqüência vai depender do caminho harmônico que tivermos.






Os exercícios resolvidos na seção download!!!

Lembrando,quem quiser gravar áudio ou vídeo, para que eu possa auxiliar nos exercícios, fique à vontade,envie para meu e-mail,idéia do grande Emersson (Emersax).


45 comentários:

  1. muito obrigado meu querido.

    já estou estudando.

    um abraço bons estudods.

    ResponderExcluir
  2. Amigo você e demais, parece um anjo nós encinando o caminho da improvisação,com tanta clareza. Sou musico flautista,adorei está sua aula,já estou estudado.Quero aprender improvisar para tons afastados aguardo as suas procimas aulas. Abçs amigo meu mail e wagneer.m.santos@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Wagner,eu é que agradeço,pois tenho feito esse trabalho com o intuito de dar aos outros uma ajuda que não tive,e normalmente o pessoal entra no blog e não comenta nada,ai parece que o material não está interessando,mas você veio e publicou,isso me anima bastante,pois são comentários como os seus que faz com que eu saiba que verdadeiramente estou ajudando!!!!!!!!
    Fique à vontade para perguntar,se tiver dúvidas não hesite,pergunte,terei o maior prazer em responder!!!!

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente Parabéns pela iniciativa, era bem o que eu estava procurando, já baixei, e conforme meu tempo quero estudar todo material, ficarei acompanhando os proximos...

    ResponderExcluir
  5. Olá idéia muito interessante de conhecer os princípios da improvisação. Eu nunca poderia entender não improvisar mais de escalas. procurar sempre a fazer sentido. ir em frente com suas apresentações. Saudações da Argentina. abraços. Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Olá amigo da Argentina e Gustavo,fico feliz que tenham gostado,qualquer dúvida perguntem,terei prazer em responder!!

    ResponderExcluir
  7. Olá amigo!!!!!! aqui estou mais uma vez,você poderia de me dar umas dicas de como poderei improvisar para tons afastados.Já faço todas as escalas Maiores e menores todas as pentatônicas Maiores e memores,escalas de blues,arpejos.Quero improvisar para tons afastados,e que eu vi um determinado musico que estava visitando a minha Igreja fazer isto.Rogo a Deus para que ele possa te iluminar,e que você continue sendo este anjo que tens nós tem encinado o caminho da improvisação.Abçs amigo

    ResponderExcluir
  8. Você é o cara, meu grande amigo! Minha maior iinfluência.

    Douglas Araújo

    ResponderExcluir
  9. Bom dia meu querido amigo e irmão em Cristo, passei aqui só pra te desejar que Deus abençoe você grandemente em sua vida profissional e pessoal, um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Elias, não pare de postar! Precisamos de vc!! hehehe

    Grande abraço!

    L.Valente de Brasília

    ResponderExcluir
  11. Grande trabalho!!! Parabens!!

    ResponderExcluir
  12. Poxa amigão,obrigado por estar ligado,em breve estarei colocando novidades,prometo que não vai demorar,é que a vida anda um pouco corrida!!!!!
    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  13. Ei Elias aí está o meu e-mail:
    damascenosax@gamil.com

    Desde já agradeço!!!
    Fique na Paz!!!

    ResponderExcluir
  14. cara...sempre perquisei sobre esse assunto e concerteza vc superou tudo que ja vi...que Deus o abençõe! Ótimo trabalho! muito obrigado pela contribuição...sempre estarei por aqui para ver mais novidades! abs!

    ResponderExcluir
  15. Muito bom...

    nunca tinha visto um estudo assim sobre improvissação. pra quem não sabe bem por ond começar ai esta.

    obrigado

    ResponderExcluir
  16. Ei Elias...tudo na Paz mano?
    Eu vi que criou o exercício 1.1 no qual vc utilizou o CICLO DAS 5ª DESCENDENTES: Cmaj7 Fmaj7 Bbmaj7 Ebmaj... fazendo assim o encadeamentos das notas dos acordes a subida e descida. Entretando eu não entendi a disposição dos acorder no exercício 1.1a: Amaj7 Cmaj7 Bbmaj7 Ebmaj7...qual o critário dessas disposições.
    Aguardo seu retorno. Desde ja agradeço!

    ResponderExcluir
  17. Muito boa a sua iniciativa elias.Eu não conhecia o seu trabalho,conheci através do grupo falando de improviso no facebook.Pode ter certeza que está ajudando muitas pessoas que tem como se deslocar pros grandes centros para estudar como um dia eu tive que fazer e sei como e difícil.Sei que é muito difícil uma pessoal que trabalha com musica arrumar tempo para ajudar as pessoas,mas pode ter certeza que está sendo muito valiosa essa sua atitude apesar de muitas pessoas às vezes usufruirem e deixarem nenhum comentário no blog não desanime.o seu caminho é muito promissor.Um abraço.

    ResponderExcluir
  18. caro professor, sou nova no sax, estou aprendendo a quase um ano, e ainda não tinha me aventurado no improviso porque nunca entendia as técnicas propostas. Você conseguiu passar isso de uma forma tão clara que agora tudo ficou mais fácil para mim. Vou fazer os exercícios e ver no que dá.
    Obrigada!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  19. Caro amigo Paulo Damasceno,essa é justamente a jogada do exercício,não tem critério algum,com esses exercícios depois vc vai criar melodias em Giant Steps brincando!!!!

    ResponderExcluir
  20. boa noite e parabéns pela forma com que colaca os exercícios. Venho estudando para improvisação já um tempo, e minha dificuldade é criar uma frase que soe de forma musical, pois uso as notas mas não parece música. O que devo estudar, obrigado, Pericles Melila.

    ResponderExcluir
  21. Amigo numa musica na tonalidade de Do maior eu posso improvisar me esquecendo de todas as sifras que nela já contenhão,usando a seguinte progreção.Cmaj7,Fmaj7,Bbmaj7,Ebmaj7,Abmaj7,Dbmaj7 etc.Progreções Quartais.Abçs amigo

    ResponderExcluir
  22. Meu hotmail é wagneer.m.santoa@hotmail.com eu pus o comentario logo acima.Abçs

    ResponderExcluir
  23. Wagner,mandei a resposta para seu e-mail,grande abraço,qualquer dúvida estou por aqui,perdoe-me a demora!!!

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. MANO VOCÊ SIMPLESMENTE TRANSFORMOU A IMPROVISAÇÃO EM ALGO PRAZEROSO DE ESTUDAR, PARABÉNS PELA SUA INICIATIVA E CONTINUE ASSIM PARA QUE MUITAS PESSOAS QUE NÃO TEM OPORTUNIDADE DE FREQUENTAR UMA ESCOLA DE MUSICA, TAMBÉM POSSA APRENDER ESSA MARAVILHOSA ARTE DE IMPROVISAR, VALEU, MEUS SINCEROS PARABÉNS, VC É O CARA. SEGUE MEU EMAIL: S_TENOR@HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir
  26. parabés professor por este trabalho maravilhoso.

    ResponderExcluir
  27. Ei Elias!
    Quero parabenizá-lo pelo seu trabalho, muito show mesmo. Continue neste carinho com a música e com todos aqueles que querem fazer desta ARTE um caminho profissional. Sucesso e que Grande Deus continue te abençoando mano !!!

    Paulo Henrique Damasceno
    e-mail: damascenosax@gamil.com
    Facebook: P.h. Dammasceno

    ResponderExcluir
  28. Que bom que encontrei esse teu Blog porque estou pra ficar doida esses últimos meses atrás de material desse tipo e não encontrava.
    O Ruim é entender tudo isso... está bem claro, o problema é que não entendo muito de cifra, nem de harmonia ...tudo bem, na vida de uma musicista nada é fácil, faz-se necessário muito esforço, ainda mais pra quem não tem muita facilidade como eu.
    Grande abraço e obrigada por nos proporcionar esse material.

    ResponderExcluir
  29. E AI PROFESSOR SOU FABIO DE PARAGOMINAS LEMBRAS?

    ResponderExcluir
  30. TENHO MUITAS PERGUNTAS . NECESSITO DE MUITA AJUDA,O MATERIAL QUE ME PASSASTES SE FOI JUNTO COM MEU HD QUE QUEIMOU. DESDE JA AGRADEÇO-LHE

    ResponderExcluir
  31. bom amigo elias não sei se vc ainda ta usando este espaço, quero te parabenizar mano pelo seu material, mesmo depois de tanto tempo ele continua rico em informação, acabei de ouvir falar de vc e procurei achei este blog, daqui pra frente vou estudar os seu exercicos diariamente pois achei muita clareza nas suas explicações. parabéns ...

    ResponderExcluir
  32. Muito obrigado pelo material, toco sax tenor, e sempre tive um desejo de improvisar, com esses exercícios você me AJUDOU MUITO. Aqui onde eu moro não tenho muita ajuda nos estudos de música, mas ainda bem que existem pessoas como você, que se dispõem a ajudar os outros!!
    Muito obrigado mesmo, um abraço!!

    ResponderExcluir
  33. Prof Elias ,DEUS te abençoe ,estou pegando o que posso pois não se acha perolas assim em qualquer lugar , Sucesso Professor

    ResponderExcluir
  34. top...top...top....tudo que eu precisava....vou fazer os exercícios bem certinho....obrigada mesmoooo

    ResponderExcluir
  35. ola Elias esse material e 10 vou fazer etapa por etapa um grande abraço

    ResponderExcluir
  36. Excelente material! Parabéns!! estudarei cada lição passo a passo! abraço

    ResponderExcluir
  37. maravilhoso trabalho parabens!! vou estudar muito!!!!

    ResponderExcluir
  38. Elias o profeta do sax!!!!
    Meu irmão as suas aulas é demais!!! tudo bem explicado!!
    eu queria que você desse aula de articulação.Em breve vou ser seu aluno!!!!!

    ResponderExcluir
  39. Olá,primeiramente gostaria de agradecer pela sua iniciativa, material de primeira qualidade, e isso q eu e mts outros procuramos. Toco trombone, estou acompanhado as aulas.

    ResponderExcluir
  40. Boa Tarde Elias, parabéns pelo seu trabalho e competência. Professor tem como você postar algo a respeito de como estudar a escala Blues, alguns padrões tipo 1-b3-4-#4; b3-4-#4-5; 4-#4-5-b7; e, assim por diante e outros padrões mais usados.
    Obrigado.
    Joel

    ResponderExcluir
  41. Boa tarde.

    Fiquei interessado na resposta sobre improvisação por meio das progressões quartais.
    O Wagner perguntou, mas creio que vc respondeu apenas no e-mail particular dele.

    Toco sax. Consigo improvisar apenas usando a pentatônica evitando o 4º e o 7º grau que geralmente distoam da harmonia.

    ResponderExcluir
  42. boa tarde, gostei muito dessa matéria não sei nada de improvisso to começando agora. gostaria de te parabenizar desde já. já estou começando a estudar.wlw

    ResponderExcluir
  43. Boa noite, estou iniciando na musica e gosto muito de improvisação, só que estou estudando trompete... Gostaria de saber se posso adotar suas dicas para meus estudos com o trompete ou se preciso mudar a tonalidade? Abraços... se quiser responder por email segue... ( vitor.nas70@gmail.com)

    ResponderExcluir
  44. Excelente técnica, certamente vai ajudar bastante.
    www.omestredotcc.com

    ResponderExcluir